Line Header
Pordata - Base de Dados Portugal Contemporâneo
Fundação Francisco Manuel dos Santos
PT   EN  |  Actualizações  ACTUALIZAÇÕES
Mobile Menu
Mobile Search
Pordata - Início
Municípios
Portugal
Europa
Glossário
PUBLICAÇÕES
Destaques
PRÉMIO INOVAÇÃO
Academia
CURSOS ONLINE
Municípios
Portugal
Europa
Glossário
Publicações
Destaques
PRÉMIO INOVAÇÃO
Academia
Cursos Online
Video sobre a Pordata
Actualizações
DESTAQUES
 Mais destaques
Eventos

Exposição Pordata Viva

20 Novembro 2015
Outros Destaques

No próximo dia 24 de novembro, Dia Nacional da Cultura Científica, o Exploratório inaugura a nova exposição Pordata Viva: O Poder dos Dados.

Venha desmistificar e conhecer a beleza dos dados, porque afinal a estatística não é um “bicho-de-sete-cabeças”!

 

Pordata Viva 1

 

 

 

 

 

 

A beleza dos dados
A ideia que os dados estatísticos podem ser belos é ilustrada por uma gigantesca escultura no teto formada por bolas de diferentes cores que representam dados relacionados com a economia dos países da União Europeia. Observando as posições das bolas podemos analisar se um país vende mais do que compra ao resto do mundo, comparar os resultados de diferentes países e ver essa evolução ao longo do tempo.

A escultura tem uma beleza própria, mas a verdadeira beleza dos dados está na informação que nos consegue passar.

 

Pordata Viva 1

 

 

 

 

 

DJ Data
Os dados estatísticos têm ritmos e, tal como a música, transmitem também emoções. Assim, o DJ Data é um jogo de computador que pode ser jogado por duas pessoas: um DJ e um dançarino. O objetivo do jogo é controlar o volume da música para o ajustar a gráficos de dados reais. Para isso, o DJ tem que fazer scratching num prato e o dançarino tem que saltar com ritmos diferentes. Ganha quem fizer corresponder melhor o ritmo da música ao ritmo dos dados.

O jogo tem três níveis de dificuldade crescente, que correspondem a indicadores estatísticos diferentes: a evolução do número de assinantes de internet em Portugal; medalhas portuguesas ganhas em competições desportivas; número de sessões de cinema em Portugal.

 
 
 

Pordata Viva 1

 

 

 

 

 

 

Eu e os dados
Os dados estatísticos não são números abstratos. Eles representam-nos e ao mundo em que vivemos. “Eu e os dados” é um enorme gráfico participativo onde cada visitante pode contribuir para as estatísticas. Para isso, basta saltar o mais alto que conseguir e uma bola de pingue-pongue cai na coluna correspondente à altura do salto.

 

 

Pordata Viva 1

 

 

 

 

 

 

Dados em relevo
Os dados estatísticos também têm relevo. Assim, através de uma enorme parede de pinos é possível encontrar diferentes relevos para Portugal: um mapa representa a distribuição da população no nosso país e o outro o número de freguesias em cada município.

Os visitantes podem ainda imprimir a forma do seu próprio corpo na parede de pinos, criando uma escultura efémera.

 

 
 
 

Pordata Viva 1

 

 

 

 

 

 

Que país é este?
Os dados estatísticos ajudam a dar forma à realidade. Com o quiz multimédia “Que país é este?” Portugal ganha diferentes feitios. Nos mapas deformados, as áreas de cada município não correspondem à sua superfície real, mas sim à importância dos indicadores estatísticos. Os mapas têm formas estranhas, como se Portugal tivesse sido esticado e apertado de maneiras diferentes, consoante o indicador em análise. O objetivo do jogo é descobrir quais os dados representados em cada mapa.

 

Pordata Viva 1

 

 

 

 

 

 

Europa na balança
Os dados estatísticos não são iguais para todos. Numa altura em que na Europa se estão constantemente a comparar os desempenhos dos diferentes países, o melhor é mesmo pô-los nos pratos da balança. Aqui os visitantes podem literalmente comparar o “peso” de cada país para o PIB – medida de riqueza criada – total da Europa.

 
 
 

Pordata Viva 1

 

 

 

 

 

 

Conta-me histórias
Os dados estatísticos também contam histórias sobre nós! No mini-auditório da exposição Pordata Viva, José Diogo Quintela guia-nos, através dos dados, numa viagem no tempo até aos anos 60. No final da década de 60, o Homem chegava pela primeira vez à Lua. No entanto, em Portugal, mais de metade das casas ainda não tinha água canalizada nem duche ou banho. Que outras histórias surpreendentes nos contam os dados?

 

Pordata Viva 1

 

 

 

 

 

 

Desmistificador
Há ideias feitas que não resistem à prova dos factos. Será que há mesmo sete mulheres para cada homem? E que Portugal é um país pequeno? Tão pequeno, que praticamente é Lisboa e o resto é paisagem? É mesmo verdade que somos um país de doutores e engenheiros que trabalham pouco? E que fomos invadidos por estrangeiros? No desmistificador confrontamos os mitos com os dados. Será que sobrevivem?

 
 
 

Pordata Viva 1

 

 

 

 

 

 

Flashback Portugal
Os dados estatísticos também sinalizam mudanças. Um televisor passa notícias de Portugal e do mundo nos últimos 50 anos. Em 1961, Portugal estava em guerra. Em 1969 o Homem chegava à Lua. Em 1974 fazíamos uma revolução e em 1975 tínhamos as primeiras eleições livres. Em 1979 criava-se o Serviço Nacional de Saúde. Em 1986 entrávamos na CEE. Em 1989 caía o muro de Berlim e em 1998 erguia-se a Expo’98. Em 2002 começava a circular o Euro e em 2008 o banco Lehman Brothers entrava em bancarrota. Em 2010 nascia a Pordata.

Para conhecer algumas mudanças da sociedade portuguesa durante estas décadas, basta seguir os dados.

 

Pordata Viva 1

 

 

 

 

 

 

E agora?
Tal como as pessoas, os dados estatísticos são dinâmicos. Quantas pessoas nasceram hoje em Portugal? Entre Portugueses que foram viver lá para fora e estrangeiros que vieram viver cá para dentro, qual o saldo na população portuguesa? Quanto dinheiro gastou o Estado Português hoje em educação? De volta ao presente, seis contadores mostram-nos as previsões para alguns indicadores estatísticos atualizadas ao minuto.

Como seria o mundo se não houvesse dados?

 

 

Partilhar
Base de Dados
Tema
Sub-tema
Quadro
Indicadores
Utilizar todos os indicadores
Anos
Filtro: 
 
Selecionados :
Total de Dados(912/20.000)